Comissão Independente para
o Estudo dos Abusos Sexuais
contra as Crianças na
Igreja Católica Portuguesa

Comissão Independente para o Estudo
dos Abusos Sexuais contra as Crianças
na Igreja Católica Portuguesa

Missão

Na sequência de uma decisão da Conferência Episcopal Portuguesa em Novembro de 2021, a Comissão Independente constitui-se para realizar um estudo sobre abusos sexuais praticados contra crianças e adolescentes (dos 0 aos 18 anos de idade) no seio da Igreja Católica Portuguesa.

Qualquer pessoa que tenha sofrido esse tipo de situação pode e deve dar o seu testemunho, contando desde logo com o sigilo profissional da equipa e a garantia do seu anonimato.

A Comissão afirma-se como uma estrutura isenta e independente, ou seja, autónoma e não influenciável por qualquer força externa que queira ou possa desejar vir a alterar o seu objetivo central: dar voz ao silêncio de todas as vítimas deste tipo de crime. Respeita as diferenças de religião ou a sua ausência, etnia, sexo e género, tendo como desígnio a sua posição neutra e inclusiva sobre toda e qualquer diversidade.

Para tal, conta com um grupo de profissionais experientes, de diversas áreas complementares, abertos à colaboração e à crítica construtiva de toda a sociedade civil que genuinamente deseje vir a colaborar nesta missão.

Quem
Somos

A Comissão possui uma estrutura que inclui um núcleo central de cinco pessoas de diferentes áreas profissionais, mais uma outra que se junta enquanto observadora externa, num total de seis elementos. Pode vir a alargar-se no futuro, contando com outros profissionais para a boa execução do seu trabalho.

Pedro Strecht, Coordenador
Médico de Psiquiatria da Infância e Adolescência. Foi professor do ensino secundário e universitário. Dirigiu o Projecto de Apoio à Família e à Criança. Trabalhou no Chapitô, Centros Educativos, Projecto de Reconversão do Casal Ventoso, Equipa de Intervenção em Crise na Casa Pia de Lisboa, Cooperativa A Torre, Lar Especializado GPS e Comunidade Terapêutica ART. Colunista em meios em jornais e revistas. Foi médico e director da Casa da Praia-Centro Dr João dos Santos. Trabalha em consultório, editou diversos livros.

Ana Nunes de Almeida
Socióloga. Investigadora Coordenadora do Instituto de Ciências Socias da Universidade de Lisboa. Liderou o estudo sobre Maus-Tratos às Crianças na Família, encomendado pela Assembleia da República ao Centro de Estudos Judiciários em 1999. Tem trabalhado e publicado sobretudo na área da infância, família e escola.

Daniel Sampaio
Médico Psiquiatra. Professor Catedrático Jubilado de Psiquiatria e Saúde Mental da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Fundador da Sociedade de Terapia Familiar. Autor de dezenas de livros sobre a família, a escola e a adolescência.

Álvaro Laborinho Lúcio
Juiz Conselheiro e Escritor. Doutor Honoris Causa pela Universidade do Minho e Membro da Academia Internacional da Cultura Portuguesa. Exerceu, entre outras, funções como Ministro da Justiça (1990-1995) e como Ministro da Região Autónoma dos Açores (2003-2006).

Filipa Tavares
Assistente Social. Formação em Terapia Familiar. Trabalhou na Casa da Praia- Centro Dr.João dos Santos, lidando com famílias das crianças ali apoiadas, articulando trabalho com a restante equipa técnica e diversas instituições da área da educação, intervenção social e jurídica.

Catarina Vasconcelos (membro externo)
Realizadora e designer. Licenciada pela Faculdade de Belas Artes, com pós-graduação em Antropologia no ISCTE e mestrado no Royal College, Londres. O seu filme “A Metamorfose dos Pássaros” reuniu diversos prémios nacionais e internacionais.

Documentos

Roteiro de
Trabalho

10 JANEIRO 2022
Apresentação Pública da Comissão com todos os elementos: Fundação Calouste Gulbenkian, 10.1.22, das 17h às 18h

JANEIRO 2022
Início dos trabalhos da Comissão

Dê o seu
Testemunho

Foi vítima de abusos sexuais durante a sua infância e adolescência (até aos 18 anos), praticados por membros da Igreja católica portuguesa ou pessoas que para ela trabalham?

Dê o seu testemunho. Faça-o com total garantia do nosso sigilo profissional e do seu anonimato.

Pode dar o seu testemunho de várias maneiras:

  • Preenchendo o questionário online que preparámos para este Estudo, clique no botão seguintes e será encaminhado para o questionário
  • Escrevendo-nos a contar o que se passou consigo, enviando-nos documentos para a seguinte morada:
    Apartado…

  • Contactando-nos através do telefone +351 91 711 00 00. No caso de não ser atendido, deixe o seu contacto telefónico que voltaremos a falar consigo.

  • Escrevendo-nos a contar o que se passou consigo, através do email
    geral@darvozaosilencio.org.

  • Através de um encontro presencial com membros da Comissão, mediante marcação prévia através do telefone:
    +351 91 711 00 00

Divulgue

DIVULGAÇÃO

A Comissão apela a todos os órgãos de comunicação social (Imprensa, nacional e local, Televisão em canais abertos e outros, Rádios nacionais e locais), bem como a todas as entidades públicas e privadas incluindo a Igreja, tal como a pessoas singulares, que adiram à nossa missão de “Dar Voz ao Silêncio” a vítimas de abuso sexual na Igreja Católica Portuguesa.

Pedimos que divulguem a nossa mensagem, disponível em áudio e imagem (23 seg.), ou imprimam o logotipo da Comissão expondo-o em locais adequados, dando a conhecer os contactos possíveis para todos os que quiserem dar o seu testemunho.
Muito obrigado!

A Comissão apela à participação ativa de toda a sociedade civil, tal como à de instituições ou pessoas que trabalhem ou tenham trabalhado nesta área profissional ou que, de qualquer forma, estejam conscientes da dimensão deste problema e assim queiram colaborar.
Todas as sugestões e críticas serão sempre bem-vindas e podem ser-nos dirigidas através de
mail: geral@darvozaosilencio.org.
telefone: +351 91 711 00 00

Agradecimentos

– Donec iaculis

– Cursus sapien

– Efficitur ligula

– Facilisis orci

– Varius natoque

– Penatibus magnis

– Parturient montes

Contactos

Email: geral@darvozaosilencio.org

Telemóvel: 91 711 00 00

Morada: Apartado…